Nosso dia a dia

O BRINCAR E A CRIATIVIDADE

26/08/2019

O brincar tem um significado especial para o desenvolvimento afetivo e cognitivo da criança, visto que é condição de todo o processo evolutivo neuropsicológico saudável.
É brincando que a criança: organiza sua realidade e lida com suas possibilidades, limitações e conflitos; insere elementos sociais, históricos e culturais do meio no qual está inserida. Não foi por acaso que o pediatra e psicanalista Donald Winnicott disse que “brincar é a coisa mais séria que existe”.
A literatura científica lista muitos benefícios, mas para a criança o prazer proporcionado pelo momento do brincar é sua maior fonte de energia. E assim precisa ser.
Penso ser pertinente destacar que para brincar a criança não precisa de muitos ou sofisticados brinquedos. Na verdade, para desenvolver a criatividade, quanto menos estruturado o brinquedo, melhor. Sabe aquela cena da criança que se diverte mais com a caixa do brinquedo do que com o objeto em si, que as vezes custou uma nota?! É isso. A necessidade de transformar as coisas e fazer algo novo com o mesmo objeto é o que sustenta a capacidade criativa, necessária para resolução de problemas posteriormente.
O Psicólogo argentino, Jorge Gonçalves da Cruz, assegura que o brinquedo é produzido pelas mãos da criança enquanto ela brinca, ao mesmo tempo que ela se constitui enquanto sujeito que deseja e aprende.
O brincar nos permite sonhar e testar a possibilidade de realizar os sonhos. Brinquemos!

Manuela Barbosa
Psicopedagoga